• Home
  • >
  • Notícias
  • >
  • ACIMM reúne forças da agricultura por selo de origem do limão

ACIMM reúne forças da agricultura por selo de origem do limão

A Associação Comercial e Industrial de Mogi Mirim (ACIMM) reuniu na tarde desta segunda-feira, 8, vários setores ligados à agricultura. Em pauta, uma ampla discussão em torno da criação de um selo de origem para limões produzidos no município e exportados para diversas partes do mundo.

O encontro, coordenado pelo presidente da entidade, José Luiz Ferreira, levou o Sindicato Rural de Mogi Mirim, o Sebrae/SP, o Sicred e a Agência de Desenvolvimento de Mogi Mirim, além da empresa Andrade Sam Farms e Citrus Tree para uma primeira discussão sobre a qualificação dos pequenos e médios produtores com foco nas boas práticas de plantio, adubação e prevenção das pragas, visando garantir controle de qualidade e tornar Mogi Mirim uma referência na produção de limão.

Para o presidente da ACIMM, a discussão está em estágio embrionário, mas será muito importante para o futuro e para agregar valor ao produto, que sai daqui tanto para o mercado externo (Europa) quanto para o mercado nacional. Hoje, 75% do limão consumido no Brasil é proveniente do Estado de São Paulo.

Para Ferreira, o selo de origem do Limão mogimiriano será apenas o primeiro, já que a fruta se destaca. Outras frutas também deverão merecer o mesmo cuidado. O Gerente Regional do Sebrae em São João da Boa Vista, Marcos Kremer, participou do encontro, e deverá auxiliar o movimento iniciado pela ACIMM.

“O caminho para tudo é a qualificação, e acredito que possamos ser a mola propulsora desse movimento”, destacou. O presidente da ACIMM lembrou, ainda, que aprimorar o homem do campo é uma necessidade, já que, até 2030, as mesmas exigências que hoje o mercado europeu tem com o produto brasileiro serão válidas para todo o território nacional. Desta forma, preparar o homem do campo é uma tarefa de todos.

Kremer revelou que a reunião teve por objetivo discutir a capacitação de pequenos produtores de limão da região, de modo que estes se adequem às exigências legais para o cultivo desta fruta.

Durante a reunião de segunda-feira, foram apresentadas diversas ideias, e foi citada, como exemplo, a marca escolhida pela “Governança Turística” de Espírito Santo do Pinhal, para representar o turismo daquele município. “A partir daí, surgiu a ideia de se formar uma Governança para promover o cultivo do limão na região de Mogi Mirim, de modo que esta localidade se destaque de outras que cultivam o mesmo produto” informou o Gerente do Sebrae.

O representante do Sebrae ficou de levantar maiores informações acerca de como o serviço poderá apoiar este projeto. O Sebrae já apoiou o cultivo do café em alguns municípios, como, por exemplo, Caconde, São Sebastião da Grama e Divinolândia, e o cultivo da jabuticaba em Casa Branca.

 

ESPECIALISTA

A próxima etapa será um encontro com um especialista no assunto, que virá até a cidade falar sobre a certificação e, posteriormente, um grupo será formado, com o pessoal do agro integrado ao movimento. A profissionalização do homem do campo poderá, entre outras coisas, culminar na criação de um mini centro de distribuição. “Daremos um passo de cada vez, e auxiliaremos naquilo que for possível”, arrematou.

 

Reuniao com Agricultura 02 Reuniao com Agricultura 01 Reuniao com Agricultura 04 Reuniao com Agricultura 03

 

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Inscreva-se em nossa newsleter

e receba por e-mail conteúdos sobre empreendedorismo

Veja também